Blog

Como garantir o envelhecimento e saúde da pessoa idosa?

04 de julho de 2022

Como garantir o envelhecimento e saúde da pessoa idosa?

Um feliz envelhecimento e a saúde da pessoa idosa são direitos de todas as pessoas da terceira idade. Atualmente muitas pesquisas, estudos e programas sociais são feitos para garantir que os idosos tenham qualidade de vida. 

A realidade é que o mundo está envelhecendo e de maneira muito rápida. O Ministério da Saúde comprova essa afirmação e ainda estima que no Brasil existam, atualmente, cerca de 17,6 milhões de idosos. Além disso, a previsão é de que em 2050 haja 2 bilhões de idosos.

Embora a velhice seja um trunfo e algo a se comemorar, muitas vezes ela vem acompanhada de doenças crônicas que causam sofrimento e, infelizmente, em idades mais avançadas, o tratamento se torna muito sofrido ou inviável. 

Portanto, para garantir o bom envelhecimento e a saúde da pessoa idosa, é necessário adotar algumas atitudes. A própria Organização Mundial da Saúde possui algumas medidas que ajudam nessa missão. 

Importância de garantir o bom envelhecimento e a saúde da pessoa idosa 

O primeiro ponto da necessidade de garantir uma velhice saudável e feliz é que isso contribui para a própria qualidade de vida do idoso. Mas também é benéfico para a família da pessoa idosa e toda a comunidade. Afinal, idosos possuem conhecimentos e características que são muito importantes. 

A Organização Mundial da Saúde diz que “o envelhecimento saudável é um processo contínuo de otimização da habilidade funcional e de oportunidades para manter e melhorar a saúde física e mental, promovendo independência e qualidade de vida ao longo da vida”. 

Ou seja, uma terceira idade bem e saudável prevê medidas que contribuam com esse processo de envelhecimento. Falando parece que essas medidas estão muito longe da nossa realidade, mas na verdade são atitudes acessíveis que estão disponíveis para todos!

Melhore a mobilidade e a vitalidade

Se movimentar, ter energia e vontade de viver são princípios primordiais para uma velhice saudável e feliz. Portanto, para buscar essas duas características, precisamos incentivar os nossos idosos à prática de exercícios físicos, por exemplo.

Além disso, também é importante investir em alimentos ricos em cálcio, vitaminas e proteínas. Se só a alimentação não bastar, pode ter como opção banhos de sol ou suplementação. 

É válido lembrar que tanto a alimentação balanceada quanto a prática regular de exercícios físicos precisam ser orientados por profissionais especializados, senão podem prejudicar mais do que ajudar. 

Preocupe-se com a visão e a audição

Muitas pessoas, quando começam a envelhecer, ignoram a perda da visão e da audição, consideram um efeito da velhice. Podem até estar certas, no entanto, com a tecnologia e o desenvolvimento que temos hoje, há métodos que podem prevenir essas condições.

Além disso, a cegueira e a surdez são doenças, frutos da diabetes ou outras infecções, que são tratáveis. 

Se queremos garantir o bom envelhecimento e saúde da pessoa idosa, também precisamos estar atentos a essas questões. Pois, com essas funções fundamentais, fica mais fácil ter disposição para viver e curtir a famosa “melhor idade”. 

Evite as quedas

Na velhice um tombo pode se tornar algo extremamente prejudicial .Algumas vezes pode resultar até em fraturas graves, onde há casos, inclusive, de idosos que morreram por causa de uma queda.

Por isso, devemos ficar sempre em alerta e evitar tudo aquilo que possa causar uma queda, como tapetes, escadas, móveis soltos caso o idoso acabe por se apoiar neles.

Outra boa maneira de evitar quedas é voltando ao primeiro tópico e fortalecendo a musculatura e o corpo por meio de atividades físicas.

Cuide da saúde mental

Assim como o corpo, a mente de um idoso também precisa ser cuidada e amparada para garantir um envelhecimento saudável. Nesse quesito entram situações como a demência, mas também a ansiedade e a depressão, que são bem comuns na pessoa idosa.

Por serem consideradas comuns em idosos, as doenças mentais acabam por ser confundidas como algo natural da idade vindo a ser ignoradas. É muito importante observar o idoso, se ele costumava ser uma pessoa agitada, ou animada e de repente se tornou cabisbaixo, desanimado, passa mais tempo deitado e dormindo do que em pé, o melhor a se fazer é investigar o motivo da mudança.

Algo que pode contribuir positivamente nessas situações, além da ajuda especializada, é manter o idoso em atividades de seu interesse. Pastoral do Idoso, grupos de atividades ou algumas oficinas, como a de pintura, por exemplo, são boas maneiras de incentivá-los. É importante também o contato social, sendo essencial manter as amizades e os relacionamentos fora do ambiente familiar. 

A espiritualidade também importa para o envelhecimento e saúde da pessoa idosa

A espiritualidade raramente é discutida quando se pensa em medidas para garantir o envelhecimento e saúde da pessoa idosa, porém está relacionada, sim.

Quando um idoso fortalece a sua espiritualidade e busca o dom da piedade, ou seja, unido a Deus, sua velhice se torna muito mais tranquila. Ele consegue encontrar propósito e viver com amor e alegria. 

Por isso, devemos, sim, incentivar que o idoso pertença a alguma comunidade, participe da missa e receba a Eucaristia. Certamente, isso só lhe fará bem!

Podemos proporcionar ao processo do envelhecer, melhores cuidados com a saúde da pessoa idosa colocando em prática todas essas dicas, observando também suas limitações e particularidades, para então cuidar dela da maneira mais adequada. 

Não podemos esquecer de estarmos presentes em sua vida e cuidar com carinho e dedicação, respeitando sua autonomia e suas necessidades. 

Um feliz envelhecimento e a saúde da pessoa idosa são direitos de todas as pessoas da terceira idade. Atualmente muitas pesquisas, estudos e programas sociais são feitos para garantir que os idosos tenham qualidade de vida.  A realidade é que […]